Seguidores

16 maio 2011

Construção do conhecimento:
elaboração pessoal
A interação entre os alunos, os conteúdos de aprendizagem e o professor dão origem ao conhecimento. Como se vê esse depende da mediação do professor através do ensino, é preciso então obedecer a propósitos para que haja uma perfeita harmonia entre alunos, conteúdo e professor:
·          A estrutura interna do conteúdo deve ser significativa no modo como é ensinada aos alunos;
·         O aluno precisa relacionar o conteúdo novo com o previamente conhecido, ou seja, o conhecimento anterior do aluno vai interferir na aquisição de novos conceitos;
·         O aluno precisa se conscientizar do sentido da construção de seu próprio conhecimento, se esforçar de forma intencional e favorável para aprender o novo se baseando no antigo.
É importante mencionar a importância da memorização durante esse processo, essa é uma forma pessoal que varia de uma pessoa para outra. A memorização precisa ser compreensiva e não mecânica, mas qual a diferença entre essas duas? a memorização mecânica é aquela que praticamos diariamente: guardar datas, nomes, fatos, etc., já a compreensiva, como o próprio nome indica, é aquela que parte do ato de compreender.
Quando procuramos realmente entender algo nos baseamos em conhecimentos que já temos, sendo assim, essa compreensão (memorização) de um conteúdo depende de quem está procurando alcançá-lo para tomar uma determinada forma. A frase “cada um aprende de um jeito” é ideal para esse contexto.
O papel do professor nesse quadro é tentar perceber como o aluno constrói seu conhecimento e ajudá-lo nessa jornada. Não é uma tarefa fácil, além do que, são vários alunos em uma mesma sala de aula, mas vale tentar deste artifício para alcançar o ensino de qualidade.
Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

0 comentários: